Chapa UNIR E VALORIZAR eleita para o biênio 2020-2021 – ABAM

Chapa UNIR E VALORIZAR eleita para o biênio 2020-2021

12 nov 2019

Foi realizada nesta terça-feira (12/11/2019) a eleição para a Diretoria e Conselhos da ABAM – Biênio 2020-2021. A Chapa UNIR E VALORIZAR, liderada pela presidente Marcia Maria Dourado Cardoso da Fonseca, foi a única a concorrer ao pleito, que teve 81 votos (97,59%) a seu favor, em um total de 83 votantes. 2 votos foram para a opção NULO.

A Chapa UNIR E VALORIZAR tem como objetivos norteadores de sua plataforma: a) valorização do auditor ativo e inativo; b) fortalecimento de nossa entidade e c) a frente parlamentar, um trabalho que já vem sendo desenvolvido em nível local e nacional, em conjunto com outras entidades representativas da classe. 

Veja a relação dos candidatos eleitos para o biênio 2020-2021:

1 – DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente: Marcia Maria Dourado Cardoso da Fonseca

Vice Presidente: Mario Andrade Borges

Secretário Geral: Raquel Midlej Rocha Velame

Diretor Jurídica: Antônio Claudio Vasconcelos

Diretor Administrativo/Financeiro: José Jorge Teixeira

Diretor Social e de Comunicação: Saulo Oliveira Pastor

Diretora Previdenciário: Rosana Araújo Ribeiro Marques

Diretor da Escola Fazendária: Gelson dos Santos Oliveira

Diretor de Assuntos Parlamentares e Relação Regional: Artur Mattos

1.1 – SUPLENTES

André Sakai Pontes

Ana Amélia Moura B. de Alencar Doria

2 – CONSELHO DELIBERATIVO

Isabel Maria do Sacramento G. Chastinet

Maria Amália da Silva Coelho

José Fernando Lima Barreto

Luciano de Freitas Lopes

Ademar Delgado das Chagas

2.1 – SUPLENTES

Célia Cristina Caribé

Ricardo Mariano de Faro Salmeron

3  –  CONSELHO FISCAL

Emanuel Madureira Couto Filho

Lucas Araújo Mello Soares

Daise Figueiredo Oliveira

3.1 – SUPLENTES

Maria Angela Tourinho A. Presídio

Matteus Barreto de Oliveira   

Confira, abaixo, a plataforma de trabalho para o biênio 2020-2021 proposta pela Chapa Unir e Avançar:

 1. LEI ORGÂNICA DO FISCO – LOF 

A LOF representa uma meta a ser conquistada junto à Administração Fazendária. Para isso, contamos com os esforços da Diretoria como um todo, em especial, a Jurídica, que, juntamente com um grupo de estudo, tratará de viabilizar e elaborar a legislação atinente. 

2.  VALORIZAÇÃO DO AUDITOR ATIVO E INATIVO

Frente de Negociação Salarial – Juntamente com as demais entidades de classe da SEFAZ, no que for necessário, para tratar das questões gerais a exemplo de reposições  das perdas salariais e Plano de Cargo e Salário; e, no específico, ampliar a participação  para revisão e análise da forma atual de remuneração atrelada aos indicadores de arrecadação;   da paridade e integralidade dos proventos dos  inativos; e do teto remuneratório constitucional. 

Buscar a ampliação da valorização dos auditores na administração tributária.

3.  ESCOLA FAZENDÁRIA

Através da Escola Fazendária,  e ao lado de nosso Congresso anual, já consolidado ao longo desses anos, buscar ampliar os seminários, cursos e treinamentos, incluídos os cursos à distância já em andamento, junto ao  grupo de trabalho criado. 

4.  COMUNICAÇÕES INTERNAS E EXTERNA 

Ampliar as comunicações aos associados de interesse da categoria, com o investimento em ações de comunicação à sociedade, que mostrem a importância do papel do auditor fiscal para o Município e para a implementação da justiça fiscal, utilizando as redes sociais.

5. ADMINISTRATIVO/FINANCEIRO

Elaborar o Orçamento anual do Biénio 2020-2021;

Prestar contas,  mensalmente,  das despesas e receitas;

Atualizar o inventário físico dos bens móveis da entidade.

Executar o projeto arquitetônico referente à reforma da sede.  

6.  ASSUNTOS PARLAMENTARES E RELAÇÃO REGIONAL

Acompanhar, planejar, organizar e coordenar as discussões e ações na esfera do parlamento nacional e local, que tratem de matéria de interesse da categoria;

Ampliar as relações com sindicatos, associações e outras formas associativas que representem os auditores fiscais de qualquer Município do Estado da Bahia.

7.  APOIO A PROJETOS SOCIAIS 

Retomar o projeto do Auditor Cidadão, visando arrecadar doações destinados à Entidades Filantrópicas.

8.  CONVÊNIOS 

Ampliação de convênios que tragam benefícios financeiros aos associados.

9. DOS ASSOCIADOS 

Ampliação da relação com os auditores fiscais dos demais Municípios do Estado da Bahia.

RELATED POST